Conhecimento próprio

Casais!

Hoje é um dia muito feliz! O CASAR Belo Horizonte foi um sucesso! Graças a todos os nossos expositoes e ao nosso super time! Agora estamos em contagem regressiva para o CASAR 2014 que acontece de 8 a 11 de maio no JK Iguatemi!!!

Mas agora vamos ao texto da semana do Pd Paulo Ramalho!

“Olá a todos!
Eis a ideia para vocês refletirem ao longo da semana: “conhecimento próprio”.

Como é importante que nos conheçamos cada vez melhor! Para ajudar nessa tarefa, gostaria de lembrar os famosos sete pecados capitais.

Há muitos séculos, com a consciência de que são muitas as faltas, os pecados que podemos cometer, os autores espirituais procuraram saber se havia alguns pecados que fossem a origem de todos os outros. Depois de muito pensar, chegaram à conclusão de que esses pecados são sete, e eles foram denominados“os sete pecados capitais”, pois estão na “cabeça” dos demais: soberba, avareza, luxúria, inveja, gula, ira e preguiça.

Gosto de enumerá-los dessa forma, pois, se juntarmos as iniciais dessas palavras como estão citadas, teremos o termo SALIGIP, de fácil memorização.

Assim, se quisermos nos conhecer melhor, se quisermos fazer um exame de como anda a nossa vida, deveremos fazer um exame dos sete pecados capitais. Vou ajudá-los nessa tarefa.

a) soberba (ou amor desordenado pela própria excelência)

É sinônimo também de orgulho. A pessoa soberba, orgulhosa, se acha superior às demais.
Para saber como andamos em relação à soberba, vejamos alguns sinais: impaciência, teimosia, desprezo, críticas constantes, cair em frequentes discussões, não pedir desculpas, nunca aceitar que estamos errados, não perdoar, guardar mágoas, achar com frequência que o que fazemos é melhor do que o que os outros fazem, falar de si mesmo etc.

Unidos à soberba estão também a vaidade e o egoísmo. A pessoa vaidosa é aquela que se preocupa muito com sua imagem: se ficou bem, se não ficou bem, se gostaram, se não gostaram, se é admirada, reconhecida, fica muito triste se foi desprezada, quer chamar atenção etc. Numa palavra: é uma pessoa muito centrada em si mesma.

A pessoa egoísta é aquela que está muito centrada no seu mundo. Esquece dos outros porque está centrada em si mesma: na sua profissão, no seu descanso, no seu bem-estar, no seu prazer etc.

b) avareza (amor desordenado pelos bens terrenos)

A pessoa avarenta não é aquela que só aparece nos livros, como costumamos imaginar, mas a que está apegada aos bens terrenos: apegada ao carro, ao celular, às roupas, aos sapatos etc. Costuma perder muito tempo pensando nestas coisas quando deveria estar pensando em realidades mais importantes como as pessoas que estão à sua volta. Costuma fazer gastos excessivos e desnecessários.

c) luxúria (amor desordenado pelo prazer carnal)

Aqui estão todos os pecados contra a castidade: desejar a mulher do próximo, infidelidade, buscar o prazer solitário, ter conversas obscenas etc. Como em todos os pecados, pode-se pecar nesse campo por pensamentos, palavras, atos e omissões.

d) inveja (amor desordenado pela própria excelência)

A inveja é a tristeza que sentimos ao ver que não temos determinado bem que outra pessoa tem. É a tristeza ao ver que determinada pessoa está numa posição, numa condição, melhor do que a nossa.

e) gula (amor desordenado pelo prazer da comida e da bebida)

A gula é comer com os olhos. Comer mais do que o necessário. Comer com avidez.

f) ira (amor desordenado pela própria excelência)

As manifestações da ira são a raiva, a irritação, os palavrões, os gritos, o desejo de vingança, as agressões, a falta de respeito etc.

g) preguiça (amor desordenado pelo comodismo)

As manifestações da preguiça são os adiamentos, a falta de pontualidade, descansar mais do que o necessário, a desordem, deixando para depois o que não gostamos de fazer etc.

Façamos com frequência um exame sobre os pecados capitais e assim nos conheceremos melhor e estaremos sempre cientes das coisas que precisamos melhorar na nossa vida.

Uma santa semana a todos!”

Pe. Paulo M. Ramalho
falar.paulo@gmail.com

Gostaram?

Say I do.

Comente este Post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. É bom começar a semana assim, refletindo em como tem andado a vida e sabe que nunca parei p pensar nos sete pecados captais e no significado de cada um deles? Tenho praticado um pouco de cada um sem nem ao menos me dar conta. Não que eu seja uma má pessoa, mas depois de ler isso, sei que posso melhorar.