Casamento Thaissa & Marcos

Casais!

Esperam que tenham passado um ótimo final de semana! Eu tive um casamento tão lindo, que em breve vamos publicar por aqui! Nossa, e vou falar, nesse quase 1 ano do Luca, acho que eu e meu marido fomos em apenas 2 casamentos (e bem rapidinho) e como esse era de uma prima muito querida dele, nos permitimos aproveitar mais tempo! E foi uma delícia rs!

Bom, vamos ao casamento de hoje! Pensa num casamento MARAVILHOSO! Ao ar livre (os meus preferidos pela luz do dia), noivos lindos, carruagem, final de dia incrível, convidados felizes (sim, eu não estava lá, mas é facilmente detectável pelas fotos)!

A assessoria foi da Ana Julia Figueiredo, decor linda da Lais Aguiar, rasteirinhas Celebrations Shoes e bebidas Casa Lisboa.

A beleza da noiva ficou a cargo do Jr Mendes e o vestido era Pronovias!

As fotos estão incríveis e são da Lan Rodrigues (amo o trabalho dela!).

E essa gruta que linda?

Olha que lindo!

Eu tô amando essas carruagens!

Olha que lindo!

Gostaram?

Eu amei!

Say I do.

Will you marry me?

Casais, tudo bom?

Primeiro pedido do ano por aqui hein? Espero que inspire muuuitos noivos para esse ano!!

Espero que gostem, eu amei!

“Minha família frequenta a praia de Guaecá em São Sebastião faz 24 anos. Todo ano alugamos casa lá para passarmos Natal e Réveillon e, desde que eu tenho 2 anos de idade, comemoro o meu aniversário lá (que é dia 28/12). Guaecá é uma praia tranquila que não tem barzinho, balada, nada! É basicamente um condomínio onde todas as casas dão para um gramado que chega na praia.

No Réveillon de 2006, minhas primas e irmã baladeiras conheceram o Celo (que tem casa em Guaecá) alguns amigos e primos em uma festa na praia. Balada nunca foi o meu forte, então, naquela altura, eu já tinha ido dormir! Mas, no dia seguinte elas me apresentaram para eles e viramos uma turma gotosa de amigos de praia. Começamos a nos encontrar toda noite para luau, trilha para cachoeira, suecas, noites de jogatina… O fim das férias chegou e, eu e minha família voltamos para Ribeirão Preto e, eles, para São Paulo. Só nos encontraríamos novamente no final do ano, durante as próximas férias. 

Verão novamente, lá fomos nós para Guaecá e reencontramos nossa turma! Na noite do Réveillon de 2006 para 2007, o Celo tentou ficar comigo pela 1ª vez. Eu neguei e não ficamos. Mais um ano passou e, no Réveillon de 2007 para 2008, ele tentou ficar comigo pela 2ª vez…Eu neguei outra vez, rs!

No meio do ano de 2008, eu vi pelo Orkut que ele tinha começado a namorar. Confesso que na hora pensei: ‘nossa, nesse Réveillon ele não vai tentar ficar comigo, pois vai estar namorando’ e, naquele momento, depois de tanto a minha família ter elogiado e falado dele durante os últimos anos, me bateu uma dorzinha no peito e um arrependimento de ter dado bota nele 2 anos seguidos hahaha!

Ufa, verão de 2008 para 2009 chegou e ele não estava mais namorando! Escondi a minha cara de alegria e fiquei na minha como quem não quer nada. Réveillon chegou e, junto com ele um dilúvio que São Pedro mandava. Naquele ano a festa foi debaixo de chuva pesada e eu só fui encontra-lo umas 2am e, para minha surpresa, ele estava ficando com outra menina.

Ele voltou para São Paulo dia 2 pois tinha uma entrevista de estágio e eu fiquei chupando o dedo! Já nos falávamos por mensagem naquela época, e ele me contou que tinha passado na entrevista e estava voltando para praia dia 6! Naquela noite teve uma festinha na casa dele e a cerveja acabou… me ofereci para ir até a minha casa buscar mais e, quando chego no meio do caminho, vejo ele correndo atrás de mim para me “ajudar” com as cervejas… chegando em casa, ficamos pela 1ª vez!

Naquele ano de 2009 eu me mudei para São Paulo para fazer cursinho, o que ajudou muito a continuarmos juntos. Entrei na faculdade em julho e, depois de 7 meses de enrolação, ele resolveu terminar o que nem tinha começado! Fiquei bem triste, mas resolvi ficar na minha!

Comecei a faculdade, amigos novos, festas, cervejadas, mas eu sempre pensava nele. Em novembro, durante uma festa da faculdade, recebi uma mensagem dele… foi quando voltamos a nos falar! Dias depois, ele me mandou flores com um convite para jantar, aceitei e junto veio o pedido de namoro, dia 26 de novembro!

Ele foi meu primeiro namorado, e às vezes eu achava a gente tão diferente um do outro e ao mesmo tempo tão iguais! Em 2013 ele foi morar 1 ano em Singapura a trabalho… Foi um ano difícil, mas de longe o ano em que o nosso amor mais cresceu e amadureceu. A verdade é que a gente aprendeu, errou, acertou, bateu muita cabeça juntos e vivemos muitas (e inesquecíveis) emoções! 

O assunto casamento sempre foi muito presente no nosso dia a dia, até porque sou formada em design gráfico e, durante a faculdade fiz estágio em duas empresas que trabalham nesse mercado, além disso, sempre fui leitora assídua do Say I Do (faz tempo!), então o Marcelo sempre escutou eu falar muito sobre esse universo, adorava enviar pra ele os pedidos que lia no blog pra ver se ele se inspirava!

Quando fizemos 5 anos de namoro, ele me deu uma pulseira e, junto com ela, uma cartinha que dizia que aquele seria o começo de uma nova fase e que juntos, teríamos algumas metas para cumprir durante o próximo ano como: ler 10 livros, correr 10k, viajarmos para 5 lugares novos, fazermos pequenos filmes semanais, entre outras. Cumprimos algumas, modificamos outras e, quando completávamos alguma delas, ele me dava uma plaquinha com o desenho específico de cada meta para preencher a pulseira.

O ano passou e, quando fizemos 6 anos de namoro (dia 26 de novembro de 2016) eu estava crente que o pedido de casamento viria, afinal já tínhamos completado grande parte das metas, ele tinha saído da casa dos pais fazia alguns meses…enfim, na minha cabeça era o momento ideal para o pedido acontecer. Fomos viajar no final de semana para comemorarmos e… nada de pedido! Confesso que quando o final de semana acabou e nada tinha acontecido fiquei um pouco desanimada. Mas, resolvi desencanar (maio ou menos!) e pensar que quando chegasse a hora ele faria o pedido.

Verão chegou mais uma vez e com ele eu, minha família e a família do Celo fomos para Guaecá. Dia 26/12/16, fomos caminhar na praia de manhã e ele falou: ‘parabéns! 6 anos e 1 mês de namoro!’. Confesso que eu nem estava lembrando… O dia passou, passei a tarde na casa dele e voltamos para praia no final do dia para ver o pôr do sol… Chegando lá ele disse que tinha esquecido de passar repelente, que iria para casa e voltaria logo. Ok! Fiquei sentada na praia com a prima dele enquanto ele não voltava. De repente, ele volta para a praia com uma flor e um iPad, dizendo: “Parabéns, 6 anos e 1 mês de namoro! Vem aqui assistir ao vídeo que eu acabei de editar sobre o nosso último ano (pulseira das metas – pequenos vídeos semanais). Completamos mais uma meta!”, e eu, super desencanada, sentei ao lado dele na areia para ver o vídeo (até convidei a prima dela para assistir junto mas ele vetou, disse que depois mostrava pra ela!).

Eu nem imaginava que aquele vídeo acabaria com um pedido de casamento nas alturas! Ele é paraquedista e armou um esquema para filmarem ele saltando e fazendo o pedido no ar com direito a gravata, abertura de caixinha e anel (que depois eu descobri que era um anel fake, só para o salto, ufa!)

Enquanto eu assistia ao vídeo, ele fez um sinal para a prima dele – que não sabia de nada até então – começar a nos filmar e tirar fotos! Quando o vídeo acabou, a minha ficha ainda não tinha caído, eu ria, chorava, tremia de emoção, olhei pra ele e ele disse: ‘Agora é a hora da caixinha!” Tirou de lá o anel mais lindo, do jeito que eu sempre sonhei e pedi! Estava tão emocionada que não saia nenhuma palavra da minha boca! Balancei a cabeça várias vezes querendo dizer: simsimsim! Nessa hora, as nossas famílias estavam chegando para ver o pôr do sol, saímos correndo para contar para todos, foi emocionante encontrar e poder abraçar todo mundo! 

E, por fim, uma frase que o Celo falou, mais tarde, enquanto brindávamos com as nossas famílias: “Se tivesse sido antes não teria sido tão legal. Eu, hoje, amo a Gabriela melhor”.

Gostaram?

Say I do.