Say Baby: cesárea

Mamães e grávidas de plantão,

Primeiro de tudo, queria dizer que meu primeiro dia das mães foi maravilhoso!! Inclusive, fizemos nossa primeira viagem! Vou fazer um post contando sobre a experiência tá? Foi ótima!!

Segundo de tudo, não esqueçam que semana que vem começa o CASAR!!! Será demais, para mais infos, cliquem aqui!

Agora vamos ao post de hoje.

Ontem estava conversando com algumas amigas mães – inclusive todas tiveram filho via uma cesariana. E falamos que o ideal era que não se levantasse bandeira de nada.

Cada uma teve por um motivo: ou não conseguiram, ou o médico que não incentivou muito, ou porque não quiseram – afinal, ainda moramos num país livre onde podemos decidir o que é melhor para nós.

Eu já contei sobre meu parto aqui, então não entrarei mais no detalhe dele. Mas, confesso que ainda me pego explicando para as pessoas o meu. Aliás, não entendo porque logo que as pessoas sabem que você teve bebe, na sequência elas já perguntam: “foi normal?“. E eu respondo: “não, eu tentei, fiquei 12 horas em trabalho de parto, mas daí a cabecinha dele era muito grande, ele iria entrar em sofrimento, e minha médica achou melhor fazer cesárea“. A gente não tem que explicar nada para ninguém!

Bom, mas queria dividir com vocês um texto de uma fotógrafa de partos que achei muito interessante e gostei de ter lido! Mas, lembrando que, não estou levantando bandeira nenhuma ok? Até porque, eu queria sim ter tido parto normal, mas infelizmente esse não foi o destino que Deus quis para mim, e eu respeito! Mas, gosto de pensar que algumas mães que tiveram cesárea e sentem-se excluídas do grupo de mães que tiveram parto normal, ficam felizes e sentem-se “abraçadas” quando leem alguém falando sobre isso.

O texto é da fotógrafa Monet Moutrie!

“Como fotógrafa de partos, sou convidada para captar algumas das histórias mais importantes na vida de famílias. Eu penetro no espaço íntimo das famílias e documento os momentos pequenos e grandiosos que acontecem no parto. Conto a história da entrada de um filho no mundo. As lutas, os medos, a dor, a alegria.

Essas histórias são belíssimas.

Como fotógrafa de partos, sou convidada para captar algumas das histórias mais importantes na vida de famílias. Eu penetro no espaço íntimo das famílias e documento os momentos pequenos e grandiosos que acontecem no parto. Conto a história da entrada de um filho no mundo. As lutas, os medos, a dor, a alegria.

Essas histórias são belíssimas.

Vejo um certo tipo de parto sendo enaltecido como ideal, e em meu trabalho eu capto muitos partos que correspondem a esse padrão. O fictício “grande troféu do parto” sempre parece ficar com os partos vaginais sem anestesia, em que a mãe e seu parceiro participam ativamente, sem serem tolhidos por médicos ou enfermeiras. Ontem à noite li uma história estarrecedora sobre uma mãe que deu à luz em sua própria banheira, em casa, sem que isso tivesse sido planejado. O marido dela recebeu o bebê nas mãos, porque não havia mais ninguém presente. Eles estavam em casa, ficaram sentados no sofá, curtindo toda a beleza daquele momento. Foi uma história de parto incrível, e tenho certeza que será transmitida inúmeras vezes.

Alguns de vocês podem ter lido sobre o parto vaginal espantoso que fotografei em fevereiro, em que o bebê nasceu pelos pés. A mãe estava sendo preparada para uma cesárea de emergência quando sentiu necessidade tão urgente de empurrar que sua filha nasceu quando ela já estava na mesa de cirurgia, e os pés saíram primeiro. Foi mais uma história incrível de parto que inspirou inúmeras mulheres a não desistirem do que querem em matéria de parto.

Mas ultimamente ando pensando nos casos das mães cujas histórias nem sempre recebem likes, que não ganham parabéns e cujas histórias de parto não são compartilhadas no Facebook. Ando pensando nas histórias de parto por cesárea e das mulheres corajosas que dão à luz com tanta beleza e força.

Proponho que valorizemos estas três verdades relativas às mães de cesárea.

parto251

1. As mães que dão à luz por cesariana são corajosas.

Os preparativos para uma cesárea não são fáceis. Muitas vezes o companheiro da mãe não pode ficar com ela, ou então só pode entrar depois de ela ter recebido a anestesia peridural e todo o mundo ter “assumido suas posições”. Ou seja, enquanto médicos e enfermeiras se movimentam para todo lado, preparando a sala de cirurgia para o parto (e talvez conversando sobre o almoço ou sobre o filme que viram no fim de semana), a gestante fica sentada numa mesa gelada de operação, pensando no que vem pela frente, muitas vezes assustada e sentindo-se muito só.

Nessas horas, a mãe de cesárea precisa se apegar ao amor enorme que tem por seu bebê. Ela deixa o medo chegar… e então o deixa partir. Ela sabe que, nesse momento, o que é melhor para seu filho é isso, mesmo que “isso” seja uma cirurgia de grande porte, que envolve cortes e cicatrizes. Mesmo que “o que é melhor” envolva abrir mão do sonho ou da visão de parto que ela vem alimentando há nove meses.

Se você nunca passou por uma cesariana, experimente visualizar a realidade difícil desse momento. Ponha-se no lugar dessa gestante, em cima dessa mesa, esperando, possivelmente com medo. Acho que você vai perceber na hora como são corajosas as mães que dão à luz por cesárea.

2. As mães que dão à luz por cesárea são fortes.

Poucas mães dirão que uma cesariana foi a primeira opção que lhes veio à cabeça quando pensaram em dar à luz. Na melhor das hipóteses, a cesárea é algo que é feito por necessidade médica; na pior, pode ser feita devido às práticas desatualizadas do médico ou para a conveniência dele.

Algumas mães têm semanas para se prepararem mentalmente para mudar seus planos para o parto, mas outras têm apenas dias, horas ou mesmo minutos. De repente, tudo que a mãe visualizou para aquele momento em que vai encontrar seu filho cara a cara mudou. Seu plano de parto foi descartado. O que há pela frente é uma cirurgia. Ela não sabe quanto tempo terá que esperar depois do parto para poder segurar seu filho nos braços.

Nós, humanos, geralmente não nos damos bem com situações em que as coisas mudam de repente. Mesmo assim, as mães que dão à luz por cesárea encontram um jeito de abrir mão do orgulho e convocar aquela força interior que lhes permite encarar a nova realidade e dar à luz.
Então acontece a cirurgia. O corte, a sutura. A recuperação completa muitas vezes leva meses.

Depois de uma cirurgia de grande porte, a maioria de nós gostaria de ficar descansando, curtindo um prato de sorvete e uma pilha de filmes, mas as mães que deram à luz por cesárea fazem o contrário. Elas cuidam de seus bebês lindos e indefesos, os alimentam, criam vínculos com eles.

Essas mulheres são muito fortes, física e emocionalmente. E essa força não se manifesta necessariamente apenas no dia do parto: ela precisa continuar presente nas semanas, nos meses e nos anos que vêm pela frente. Enquanto isso, o corpo e a alma da mãe se refazem, e ela cria novos sonhos com seu filhinho no colo.

3. As mães que dão à luz por cesárea são belas.

A maternidade deixa cicatrizes em todas nós. Algumas delas são emocionais, e outras são físicas. As mães por cesárea muitas vezes têm os dois tipos. Mas suas cicatrizes são sinais da força e da coragem que elas tiveram quando puseram seus filhos no mundo. A cicatriz de uma mãe por cesárea é a porta pela qual passou seu filho em sua passagem de um mundo para outro.

Fico fascinada pelo caráter distinto de cada cicatriz: a textura, o comprimento, a localização. Cada cicatriz é singular, e cada história de parto por cesárea, também. As cicatrizes são belas e merecem ser elogiadas. Em vez de criticar as mães que dão à luz por cesárea, precisamos incentivá-las a mostrar ao mundo suas cicatrizes de coragem e força”.

Eu achei o texto lindo, me emocionei quando li. Quem ainda não teve nenhum tipo de parto, talvez não sinta-se tocada, mas quem teve uma cesariana, vai entender! E, o que vale mesmo, é no final termos esses gordinhos lindos nos nossos braços, não importa como – com saúde é o que importa!

foto1

Com carinho,

Mamãe Camila.

Casamento Marina & Giba

Casais, tudo bom?

Espero que gostem do casamento de hoje! Adoro casamentos judaicos, além da tradição ser super bonita, as festas são muito animadas rs!

“Eu e o Giba namoramos por 4 anos quando veio o pedido de casamento! Preparamos tudo com muito carinho e pensando em cada detalhe! A primeira coisa a escolher é o local, visitamos alguns salões até chegar na CASA PETRA. Foi paixão a primeira vista! Quando eu entrei lá já sabia que era o lugar perfeito para nós!

Eu sempre soube que queria fazer o vestido com o Paulo Dolce e foi a melhor escolha que eu fiz. Além de ser um doce de pessoa, ele entendeu perfeitamente o que eu queria e conseguiu traduzir tudo no vestido, que teve uma história bem especial. Eu estava na segunda ou terceira prova, quando lembrei de uma parte do vestido da minha avó que estava em casa. A minha avó se casou com meu avô há 61 anos e ela guardou por todo este tempo uma capa/bolero que usou por cima do seu vestido naquela época. Ela nem sabia, mas esta capa estava guardada com a minha mãe há alguns anos. Eu tenho uma relação muito próxima com a minha avó e achei que seria uma homenagem muito bonita usar a própria capa que ela usou por cima do meu vestido. Assim que eu mostrei a peça para o Paulo ele amou a ideia entrou de cabeça na história! Ele restaurou a capa, que estava com alguns furinhos e um pouco amarelada e ela ficou simplesmente incrível! Muito melhor do que estávamos imaginando. Fizemos isso tudo sem que a minha avó soubesse, queria fazer uma supresa para ela! Levei ela na última prova do vestido e foi uma das cenas mais emocionantes da minha vida! Todo mundo caiu no choro!

A assessoria fiz com a Simone Wasserman, que me ajudou muuuuito durante todo o processo, além de ser um doce de pessoa! Durante o dia do casamento ela e toda a equipe foram simplesmente impecáveis e super perfeccionistas! Fizeram tudo que pedimos e o timing do casamento foi perfeito! Indico de olhos fechados!

Foto fizemos com o Marco Costa! Ficávamos babando a cada foto que ele postava! Nunca em um milhão de anos imaginaríamos aquelas fotos tão perfeitas! Ele, a Carol e a equipe são todos muito fofos e legais, isso é muito importante, pois no dia do casamento, são estas pessoas que vão ficar com você durante a maior parte do tempo!

O vídeo ficou por conta da Nó de Gravata! Apesar de novos no mercado, são extremamente profissionais, além de serem uns queridos!

Decoração e flores fechamos com a Marcella Pastore, que conseguiu transformar em realidade tudo que sonhamos!! Ficou maravilhoso!!

A comida era do buffet RED e estava deliciosa!! Recebemos muitos elogios no final da festa! O bar fizemos com o HELP! e amamos o resultado! Escolhemos a dedo cada drink para ficar tudo com a nossa carinha.

Escolher os fornecedores certos é essencial para que este momento de preparação seja algo prazeroso e não um desespero total! Todos que escolhemos foram essenciais para fazer deste um dia inesquecível!! Deu tudo muito certo e eu queria agradecer a todos que fizeram parte deste dia!!

A energia da nossa família e dos nossos amigos estava sensacional. A festa estava super animada até o último segundo! Como somos judeus, a cerimonia seguiu toda tradição judaica e foi super emocionante! A preparação do casamento pode ser muito difícil em alguns momentos, mas vale a pena cada segundo e cada centavo! Foi o dia mais feliz e mais especial das nossas vidas! Simplesmente inesquecível!”

marina_giba-179

marina_giba-3

marina_giba-57

marina_giba-63

marina_giba-198

marina_giba-166

marina_giba-218

marina_giba-258

marina_giba-247

marina_giba-310

marina_giba-326

marina_giba-333

marina_giba-408

marina_giba-399

marina_giba-508

marina_giba-109

marina_giba-605

marina_giba-584

marina_giba-565

marina_giba-634

marina_giba-718

marina_giba-746

marina_giba-759

marina_giba-777

marina_giba-839

marina_giba-943

marina_giba-790

marina_giba-1062

marina_giba-658

marina_giba-1121

marina_giba-1216

marina_giba-1207

marina_giba-1239

marina_giba-1197

marina_giba-384

marina_giba-1271

marina_giba-227

marina_giba-243

marina_giba-277

marina_giba-170

marina_giba-129

marina_giba-126

marina_giba-361

marina_giba-363

marina_giba-250

marina_giba-475

marina_giba-707

marina_giba-493

marina_giba-303

marina_giba-285

marina_giba-283

marina_giba-337

marina_giba-1374

marina_giba-1385

marina_giba-1295

marina_giba-1432

marina_giba-1486

marina_giba-1489

marina_giba-1494

marina_giba-1523

marina_giba-1538

marina_giba-1735

marina_giba-1833

marina_giba-2167

marina_giba-2093

marina_giba-1950 marina_giba-1940

marina_giba-1893

Gostaram?

Say I Do.

Casamento Carol & Zé

Casais,

O casamento de hoje foi lindo e estou super feliz de posta-lo aqui, pois a Carol disse que ela queria muito ter o casamento dela publicado aqui , especialmente porque a mãe dela ficaria feliz – amo essas mães participativas!

A Carol e o Zé casarem-se no dia 19 de setembro do ano passado no Buffet França e a cerimônia na Capela do Sion. A decor estava linda e foi feita pela 1-18 Project! A pedido da noiva eles mudaram a cara do Buffet França: “Vale destacar a decoração dos meninos, que fizeram tudo baseado na nossa história (nos conhecemos crianças no condomínio), e como tínhamos foto de diversas fases da nossa vida eles fizeram murais maravilhosos no corredor de entrada, as rasteirinhas e pista de dança tinham o símbolo do condomínio e a entrada da festa começava com Welcome Heartland ( nome do condomínio), todos acharam super criativo e diferente“.

A assessoria foi da Babi Leite Eventos, o vestido era do Jr Santaella e a beleza do Jr Mendes.

As fotos estão maravilhosas e são da Lan Rodrigues.

 

Lan Rodrigues fotografias-71

Lan Rodrigues fotografias-74

Lan Rodrigues fotografias-75

Lan Rodrigues fotografias-76

Lan Rodrigues fotografias-127

Lan Rodrigues fotografias-135

Lan Rodrigues fotografias-142

Lan Rodrigues fotografias-147

Lan Rodrigues fotografias-148

Lan Rodrigues fotografias-159

Lan Rodrigues fotografias-163

Lan Rodrigues fotografias-167

Lan Rodrigues fotografias-182

Lan Rodrigues fotografias-188

Lan Rodrigues fotografias-196

Lan Rodrigues fotografias-211

Lan Rodrigues fotografias-238

Lan Rodrigues fotografias-239

Lan Rodrigues fotografias-244

Lan Rodrigues fotografias-245

Lan Rodrigues fotografias-308

Lan Rodrigues fotografias-315

Lan Rodrigues fotografias-321

Lan Rodrigues fotografias-333

Lan Rodrigues fotografias-340

Lan Rodrigues fotografias-364

Lan Rodrigues fotografias-364

Lan Rodrigues fotografias-373

Lan Rodrigues fotografias-376

Lan Rodrigues fotografias-386

Lan Rodrigues fotografias-394

Lan Rodrigues fotografias-418

Lan Rodrigues fotografias-419

Lan Rodrigues fotografias-451

Lan Rodrigues fotografias-476

Lan Rodrigues fotografias-562

Lan Rodrigues fotografias-598

Lan Rodrigues fotografias-605

Lan Rodrigues fotografias-613

Lan Rodrigues fotografias-617

Amo essas fotos na saída da Igreja!

Lan Rodrigues fotografias-618

Lan Rodrigues fotografias-669

Lan Rodrigues fotografias-672

Lan Rodrigues fotografias-687

Lan Rodrigues fotografias-691

Lan Rodrigues fotografias-701

Lan Rodrigues fotografias-702

Lan Rodrigues fotografias-723

Lan Rodrigues fotografias-733

Lan Rodrigues fotografias-734

Lan Rodrigues fotografias-756

O vestido era lindo demais, né?

Lan Rodrigues fotografias-764

Lan Rodrigues fotografias-851

Lan Rodrigues fotografias-866

Lan Rodrigues fotografias-1077

Bolo maravilhoso do The King Cake!

Lan Rodrigues fotografias-1160

Foto linda!

Lan Rodrigues fotografias-1287

Lan Rodrigues fotografias-1350

Gostaram?

Say I do.