Casamento Marina & Marcelo

Casais, tudo bem?

Hoje temos um casamento lindo e clássico, com uma história de dois opostos que se atraíram e deu super certo!

A noiva, Marina, sempre sonhou em se casar na concorrida Igreja Nossa Senhora do Brasil, e por isso teve que esperar um pouquinho mais do que esperava para o dia do casamento – o que ela achou ótimo, pois teve tempo para organizar tudo com tranquilidade.

Aliás, ela estava linda com vestido Sandro Barros, e a decoração do Fasano, assinada por Laís Aguiar, encantou muito – como sempre.

Fotos: Flávia Vitória Photo

 

“Eu e Marcelo nos conhecemos há pouco mais de 4 anos, através de amigos em comum. Na época, eu tinha acabado de voltar de um período morando na França e o Marcelo estava em uma fase em que não procurava um relacionamento. Nós éramos muito diferentes em vários aspectos, foi aí que um dos maiores clichês aconteceu e os opostos se atraíram. As diferenças nunca foram um problema pois desde muito cedo, sabíamos que ficaríamos juntos. No primeiro ano de namoro já falávamos sobre casamento e fazíamos planos. Ficamos noivos com 2 anos e meio de namoro e casamos dali  1 ano e meio.

Sempre quis casar na Paróquia Nossa Senhora do Brasil, e sonhava que a cerimônia fosse realizada pelo padre por quem minha família sempre teve muito carinho e, por isso, aguentamos o longo período de noivado em decorrência da agenda sempre muito cheia da Igreja. No fim, o noivado longo permitiu que nós organizássemos tudo com muita calma e curtimos todos os eventos pré-casamentos: noivado, chá de cozinha e despedida. Acho que são eventos importantes e especiais para todas as noivas. É uma fase mágica! Já sinto saudades!

Os preparativos para a cerimônia são sempre os melhores momentos, e poder compartilhar isso com os amigos e família é sempre muito bom. Pude contar com a minha mãe – peça chave em tudo – para que o casamento ficasse como sempre sonhei, e com o meu noivo que pacientemente aguentou todos os meus momentos bridezilla.

 Um dos itens mais importantes, na minha opinião, é a decoração. Queria algo delicado, romântico e clássico. A Igreja toda em camélias acabou dando o toque clássico que eu imaginava, e a festa com a entrada com painéis verdes, tons claros das rosas e tulipas e muitos detalhes aéreos, fez a parte romântica e delicada.

No fim, tudo aconteceu melhor e mais bonito do que eu poderia imaginar. A cerimônia religiosa foi maravilhosa. É uma energia e emoção tão forte que é difícil descrever. A festa foi contagiante e tão alegre que podíamos sentir a felicidade de cada um que estava presente, eu e o Marcelo estávamos radiantes.

Por fim, pude contar com fornecedores muito especiais. Acho que nesse momento, é importante que a noiva escolha pessoas e empresas que vivam e compartilhem esse sonho com o casal, e não apenas lide como mais um negócio a ser fechado. É importante ter pessoas que dividam e entendam a importância desse dia tão único na vida de um casal. No meu caso, a decoração, fotografia e assessoria vieram acrescidas de pessoas muito especiais e que terei enorme carinho sempre”. 

 

Fornecedores

Cerimônia: Paróquia Nossa Senhora do Brasil | Recepção: Casa Fasano | Assessoria: Boutique de 3 | Decoração: Laís Aguiar | Foto: Flávia Vittoria | Vídeo: Vicente Piserni | Bolo: Isabella Suplicy | Doces: Isabella Suplicy, Stefan Behar e Pati Piva | Cabelo e Make: Junior Mendes | Vestido: Sandro Barros | Coral: Allegro | Música: Big Orchestra Allegro, Latino e DJ Henrique | Bem-casados: Conceição | Bar: Help Bar

 

Will you marry me? Layla e William

Casais, tudo bem?

Hoje é dia de pedido de casamento! Já estava com saudades de postar um pedido por aqui. Quem conta a história é a noiva, Layla.

“Ele planejou essa viagem e esse pedido há meses. Me fez acreditar que eu tinha sido convidada a fazer uma viagem à Grécia (destino que eu sempre sonhei conhecer) através da Ellystur e Hotel Canaves.

Ele contou com a ajuda e criatividade de algumas pessoas super especiais que conseguiram guardar tudo em segredo (como eu já fui convidada para viagens através da Ellystur, ele aproveitou a deixa). Quando fui “convidada” pela agência, passei um fim de semana inteiro convencendo o William (deu até briga, porque ele não estava dando a mínima importância pra viagem) a ir para a Grécia comigo. Como ele estava super resistente dizendo que não poderia viajar nesse período, eu coloquei minha família no circuito. Coloquei inclusive o “Papi Blogueiro” para ligar e convencê-lo. Bingo! Todos caímos! Era pura armação! Ele já tinha comprado toda a viagem.

No mesmo dia que o meu pai ligou para convencê-lo, ele foi lá em casa pedir permissão para o Papi mais ciumento da vida. Resultado: os dois beberam até cair essa noite. O William pediu segredo, e o Papi cumpriu o pedido direitinho (não contou nem pra minha mãe)! E aí continuamos os preparativos da viagem.
A Ellystur me mandou o material e as exigências de postagens e me explicou que na noite do dia dos namorados o hotel ofereceria um jantar com vista panorâmica para fazer fotos para a revista “Traveller”. Ou seja, nós dois precisaríamos estar super bem vestidos para sair na edição. Preparei meu look e poupei alguns detalhes para não apavorar o William quanto a passar a noite do Dia dos Namorados fazendo um “book” rsrs!!!
Para mim, até então, estava tudo certo: William reclamou um pouquinho mas não se opôs.  Foi por isso que cheguei a cogitar a possibilidade dele aproveitar a viagem e fazer o “pedido”! Mas sabendo que a circunstância era muito favorável e podia “ficar óbvio”, ele teve a maior sacada e acabou com qualquer esperança de um possível pedido:
Um dia antes da viagem, quando fui ajudá-lo a arrumar as malas, ele armou com minha cunhada pra ela enviar uma mensagem no celular dele dizendo: “Ela vai adorar os brincos. Um ótimo presente de Dia dos Namorados”. Sabendo que sou super curiosa (e ciumenta, é claro) deixou o celular “dando sopa” do meu lado de propósito. Lógico que eu li!!! Que ódio!!!… ele me enganou e me deixou super triste na hora!!! Foi por isso que ao chegarmos no local do jantar eu estava super tranquila e não desconfiava de nada…

E então, durante o jantar, chegou o fotógrafo e começamos o tal ensaio. Fiquei apreensiva porque o fotógrafo estava querendo fazer mil fotos e o William poderia achar ruim! Mas, em uma das “poses”, o fotógrafo me pediu para ficar um pouco à frente e não abraçar o William… Fiquei de costas e… quando olhei pra trás… meu príncipe estava ajoelhado com uma caixinha na mão perguntando se eu queria me casar com ele! Fiquei em estado de choque. (Até cheguei a olhar na caixinha pra ver se não era o brinco que estava ali. Ele adora fazer esse tipo de brincadeira. Mas não, ele me enganou esse tempo todo para me fazer a surpresa mais linda da vida! Ele já tinha escolhido o anel dos meus sonhos, preparado a viagem e todos os detalhes (inclusive o fotógrafo) para me enganar e surpreender, rsrs!
Então foi assim que aconteceu o tão sonhado pedido da Layla Casamenteira.

E agora é oficial, vou casar!”