Casais, tudo bom?

Pelo menos aqui em São Paulo, o frio chegou com tudo, hein!? O pedido de hoje já da para ver que vale a leitura só de ver as fotos! Espero que gostem!

“A nossa história é um conto de fadas moderno, tem conflitos, obstáculos mas um final feliz, acredito que sirva de exemplo para aqueles que estão desacreditados do amor verdadeiro. 

Eu e o Willian nos conhecemos no ano de 2012, ele tinha acabado de se formar e eu estava na fase final entregando a minha monografia. Temos amigos em comum e por isso já nos conhecíamos de vista mas, nunca tínhamos nos encontrado e conversado. A noite em que nos conhecemos foi o dia 01/12/2012 era comemoração do aniversário de uma das minhas melhores amigas, ele foi “de penetra” com uns amigos meus que eu tinha chamado, durante a festa, talvez tenha ocorrido aquela oportunidade, acho que era a vida escrevendo o nossa história, conversamos bastante, descobrimos que tínhamos muitas coisas em comum, inclusive o mesmo gosto musical, depois de alguns minutos queríamos ate comandar o DJ, fomos até ele e quando percebi, tinha dito que estávamos comemorando aniversário de namoro, ops saiu!!! Não sei se naquele momento tinha essa intenção, talvez já era o subconsciente agindo, e ele, ele sorriu, gostou, gostou não, adorou na verdade, ficou até mais solto, falante e risonho.

Conversamos, cantamos juntos, nos olhamos, e… nos beijamos, foi assim, nessa noite foi o nosso primeiro beijo. Não foi aquele beijo cinematográfico, mas quando olhei pro lado, a boca dele estava encostando na minha. E depois, depois foi assim mesmo, nos beijamos e curtimos muito a festa, e tudo que é bom chega ao fim e assim era a festa da minha amiga, já eram 5h da manha, tínhamos que ir embora, em carro separados, acabei o achando metido e ele me achou patricinha, poderia ser mais fácil, mas não foi, cada um foi para o seu canto, deletei o ocorrido, pensei que nunca mais iria encontrá-lo. 

Tanta ingenuidade a minha… 

Na semana seguinte fui a faculdade, estava me formando, fui com um amigo, conversar e comemorar a última semana de aula em um barzinho. Nada programado, de repente quem chega, quem entra pela porta? O metido que eu não queria ver, realmente não queria. Ele estava indo com amigos para um evento, mas resolveu passar nesse bar, cumprimentou, sentou, começou a conversar, desistiu de sair com os amigos, sentou do meu lado, me convidou pra sair, depois de muita relutância, um pouco cansada do dia exaustivo, resolvi aceitar, quando me peguei estávamos novamente nos beijando igual na semana anterior, foi lindo, mágico.

A partir daí não nos desgrudamos mais, ele era um príncipe,  super sincero, abria a porta do carro, as minhas amigas gostavam dele, até que… ele disse que não estava preparado para relacionamento sério, sabia o que ia acontecer se continuasse comigo, resolveu terminar tudo antes mesmo de começar. 

Durou foi tempo, só quem sente sabe o quanto o tempo demora, ele queria viver solto mas no fundo não queria me esquecer, não me deixava viver, estava sempre ali, por perto, minhas amigas já não gostavam mais dele, estavam com raiva, queriam me defender, mas eu, eu não, nada me fazia esquecer a nossa história. 

Era uma coisa de outro mundo, eu muito sincera e teimosa, falava para as minhas amigas que mesmo ele errando eu tinha certeza que era ele, resolvi esperar.

As vezes o encontrava, ficava triste, queria  viver tudo aquilo, com ele, e  ele achava que só podia ser feliz sozinho, coisa de jovem talvez, já que ele tinha acabado de se formar em medicina e queria curtir com os amigos.

Todos me aconselhavam a esquecer, partir para outra, no início eu relutei, se passaram 8 meses, resolvi  escutar as amigas e abrir meu coração.

Foi aí que ele caiu na real, ficou mais carinhoso, mais atencioso, falava ainda mais vezes comigo e resolveu me chamar para jantar exatamente um ano depois do nosso primeiro beijo, no dia 01/12/2013, eu já estava sem esperanças, não queria ir, mas uma amiga me convenceu, até pensei em deixá-lo esperando, ele merecia levar um bolo mas fui ouvir o que ele tinha a dizer, não sabia se estava fazendo a coisa certa, estava muito machucada.

Fui ao jantar nervosa, com um nó na garganta, ele me levou a um restaurante bem distante, dentro de uma mata fechada, pensei até que ele queria me raptar, rs. Chegamos lá, ele ficou enrolando, até que resolveu falar: “Se você me perguntar o que aconteceu e porque fiz isso não vou saber te dizer. Só quero que você não faça perguntas do passado e não tenha mais dúvidas de que eu quero ficar com você, eu quero tentar”

Foi bem assim, começamos a namorar, ele me apresentou aos pais dele, encontrei no lar dele grandes amigos, mais uma família, me senti em casa, meu sogro fez uma oração, nos abençoou, me senti mais segura, mais firme, e vi que na verdade ele precisava era de uns ajustes, rs. 

Conversamos muito, discutimos também, nada foi fácil, um relacionamento jovem e maduro, pensamentos diferentes da vida, mas uma única vontade, viver juntos. Deus estava agindo, estava nos preparando, esteve sempre do nosso lado.

Histórias temos muitas, algumas marcam mais e vou contar uma bem especial, com 3 meses de namoro fomos a SP, durante o jantar ele se empolgou, pediu a caneta do garçom emprestada, escreveu na rolha do vinho a data do nosso suposto casamento, “16 de setembro de 2017”, eu guardei essa rolha, sem grandes pretensões mas, tenho até hoje, rs.

Com um ano de namoro, voltamos onde tudo começou, naquele restaurante, começamos a namorar, ganhei uma meia aliança cheia de brilhantes como símbolo da nossa união e o presenteei com um anel também, depois disso acho que ja me sentia noiva, sinceramente não esperava muitas surpresas. 

Toda mulher tem esses sonhos, um dia até sonhei que ele me pediu em casamento, era domingo de manhã, o anel era verde, lindo, mas era somente um sonho.

O maior sonho da minha vida era encontrar um homem como meu pai, uma pessoa digna, que me desse motivos para acordar feliz todos os dias, sonhei em ter um casamento, como o dos meus pais, que é lindo e respeitoso. Sonhava em casar com o Willian. 

Sempre entrava no Say I Do para ler os pedidos, sonhava com o meu, coloquei a página no instagram dele, para ele se familiarizar, e eu ficava trocando figurinha com uma amiga, nós duas ficávamos lendo os pedidos, vendo as festas e sonhando cada uma com o seu dia de princesa.

O meu pedido de casamento foi um conto de fadas, me pegou de surpresa e até hoje me arrepio só de lembrar. 

Willian é médico e eu sou empresária, todas as viagens precisam ser bem planejadas porque precisamos deixar tudo organizado por aqui, ele me convenceu a viajar para a Europa, especificamente Paris, Bruxelas, Amsterdã e Londres, ele tomou a frente e resolveu tudo. 

Comentei com as minhas amigas, e começou as brincadeiras, elas achavam que ele estava preparando o pedido, ao mesmo tempo que eu tinha expectativa, achava que não ia acontecer. Comecei a ficar nervosa sobre quais roupas levar, pensei em todas as possibilidades de locais de pedido, foi uma novela. rs

Chegamos em Paris, ele deixou tudo programado, já estava tudo sendo perfeito, no segundo dia de viagem, ele disse ter reservado o restaurante da torre para o almoço e sugeriu sair de manhã e passear ali por perto,  combinamos de acordar as 8h para dar tempo de se arrumar com calma e tomar o café para sair. 

Nesse dia, pouco depois das 7h ele já estava de pé, provavelmente porque estava nervoso, ficou me apressando para me arrumar, não é o normal dele. Enfim fiquei pronta e saímos, realmente me atrasei um pouco e chegamos na torre por volta das 10h, fomos logo nos jardins, tiramos fotos, mas ele estava estranho mexendo no celular, andando na frente, no início achei que era para programar a GoPro, ele não parava e eu estava chateada de estar em Paris, um lugar que eu amo e ele nem aí para mim, comecei a reclamar e falei que ia embora sozinha, ele me abraçou, pediu desculpas, continuamos passeando, combinamos de fazer uma declaração com a torre de fundo.

Andamos até o trocadero, fomos de charrete, que lindo, vi um carrossel até queria andar, chegamos lá, ele posicionou a câmera, e me pediu para ficar de modelo, nesse tempo não sei como mas ele conseguiu em minutos me entreter, pegou uma cartinha que tinha escrito, colocou o anel no bolso, e tudo bem diante dos meus olhos, mas eu não vi. Ele veio em minha direção, a câmera começou a filmar, eu não sabia, achava que seriam apenas fotos. Ele caminhou, me olhou, sorriu e disse: “faz a minha declaração”, eu enrolei um pouco, decidi fazer depois da dele, foi então que, meio sem esperar, ele tirou a cartinha do bolso. Bem emocionado, rindo e chorando ao mesmo tempo, começou a falar, ou a cantar, para mim soava como uma música, eu não sabia se dizia logo o tão esperado sim ou aguardava até o final, e ele pegou um anel, o meu anel, o meu sonho, era verde, lindo, o mais lindo de todos, e eu pude responder o que eu estava segurando: Sim! Durante um longo abraço, nos beijamos, ao fundo a Torre, momento mágico, ele pensou em tudo, tinham outras lentes registrando esse momento que eternizou a nossa história, nem acreditei, estava tudo registrado, ela fez fotos durante todo o pedido, sem que eu pudesse perceber. 

A felicidade já não cabia em nós, queria contar ao mundo, compartilhar com amigos, a família, ele não tinha pedido aos meus pais antes da viagem, ligamos, contamos juntos, vibramos, estávamos irradiantes, começávamos ali a nossa história, foi tudo tão perfeito, tão lindo, um sonho.

A viagem, o que mais importa, por mim já bastava, podíamos voltar no dia seguinte, foi a melhor viagem das nossas vidas, mas sim, curtimos, rimos, brincamos, nos divertimos, nos apaixonamos mais, nos amamos. No dia em que voltamos ganhamos o presente mais especial de todos, meus pais, nos abençoaram, nos deram a aliança deles, o que mais posso sentir, se existe felicidade maior até hoje não havia experimentado. 

Marcamos o nosso dia, vamos casar, a data, já estava escolhida, sempre foi a mesma, a rolha, lá estava ela, meio velhinha, escrita, com a data, o vinho, ah sim, foi o melhor vinho de nossas vidas. Deus não falha, ele capricha! Aconteceu tudo no tempo certo na nossa vida e eu desejo que quem estiver lendo a nossa história seja tão feliz quanto nós somos.”

3. O momento em que fez o tradicional pedido

6. O momento em que ele me mostrou a fotografa e eu não acreditei

Gostaram?

Say I Do.

Comente este Post

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários

  1. Emocionante! Belíssima história! Que Deus conserve e abençoe!

  2. Lino, lindo,lindo,liiiindo…

    Parece que eu tinha q ler esse pedido.
    Nem os conheço, mas desejo com toda minha força que sejam muito felizes.

  3. Verdade, parece que quando lemos histórias assim, refaz uma esperanças de homens bons que fazem nós mulheres solteiras, termos esperanças sobre isso. Encontrar pessoas que acreditam no AMOR verdadeiro.
    Meus Parabéns ao CASAL que vcs sejam sempre felizes, como a noiva foi ao contar seu pedido.