Will you marry me?

 

Casais, então!

Sabe aquele pedido que você vai ler na frente do computador e talvez lágrimas possam rolar? É esse! Ou seja, se você estiver no escritório, numa baia repleta de gente, deixe para daqui a pouco tá?

Eu e o Brian nos conhecemos em 2005, em uma festa na cozinha do alojamento estudantil do nosso intercâmbio. Estávamos estudando em Frankfurt, na Alemanha, e todas as nossas festinhas eram na cozinha mesmo!

Quando eu entrei, ele (irlandês) disse que ficou louco para conhecer a brasileira da turma, veio na minha direção e bem clichê perguntou “Do you know how to samba?”. Sim, sério, ele perguntou isso! Acho que se fosse qualquer outra pessoa eu viraria a cara, mas ele me conquistou ali mesmo! O olhar, a simplicidade e a alegria dele me encantaram! Passamos uns dias nos encontrando por acaso e logo veio o convite para o 1° encontro oficial: dia 05/11/2005 ele me levou no restaurante italiano Isoletta em Frankfurt e nesse dia começamos a namorar. Tinha um garçom que tirou uma foto nossa e eu tenho até hoje!

Estávamos juntos há poucos meses quando meu irmão faleceu, eu juntei as minhas coisas na mesma hora e fui para o aeroporto. No momento de embarque, o Brian tirou do bolso uma passagem e disse que iria comigo para o Brasil, que queria ficar ao meu lado. E ele veio, com a roupa do corpo. E enxugou todas as minhas lágrimas como prometido.

No dia dele retornar, estávamos no aeroporto de BH nos despedindo quando ele disse “Eu te amo” e eu pensei que era o fim, não veria ele novamente. Alguns meses depois meu pai disse que eu deveria retornar meus estudos na Alemanha, eu relutei muito, mas no fim ele falou “não tem um irlandês te esperando lá?”. Decidi retornar, ele foi me receber no aeroporto com flores e o mesmo olhar apaixonado! Ficamos juntos até o final dos estudos em Setembro de 2006. Na hora de retornarmos para casa, apesar de sabermos das dificuldades, decidimos manter o namoro a distância. Ele na Irlanda, eu no Brasil.

Foram 3 anos assim, nos encontrando a cada 6 meses e sempre por poucas semanas. Algumas vezes não tínhamos dinheiro, outras não tínhamos férias do trabalho. Algumas brigas por ciúmes, ataques de raiva por causa da distância, conversas pelo Skype e sempre uma vontade imensa de se ver. Nesse período longe, meu pai faleceu. O Brian estava no Brasil e novamente foi minha fortaleza. Na última vez que vi meu pai estava com o Brian, e meu pai me disse “Filha, ele é uma boa pessoa e vai cuidar de você”. O meu melhor amigo estava certo.

Chegou 2010, o banco que eu trabalhava me ofereceu uma oportunidade em Madrid, eu topei na hora e liguei para o Brian em êxtase! Era a nossa chance de ficar mais perto! Embarquei em Maio e passamos a nos encontrar todos os finais de semana na ponte-aérea Dublin-Madrid. Em Novembro do mesmo ano, comemorávamos 5 anos de namoro e decidimos retornar a Frankfurt onde nos conhecemos. O Brian reservou o hotel mais lindo e histórico da cidade que quando éramos estudantes brincávamos que um dia teríamos grana para ficar lá! Ele disse que tinha reservado um restaurante e para que eu me arrumasse. Quando cheguei no restaurante era o Isoletta! O mesmo do 1° encontro!

Fiquei feliz? Não! Fiquei super brava! Naquele momento percebi, que passaram 5 anos e a gente não tinha conseguido viver ao menos no mesmo país! Eu estava na Espanha e ele na Irlanda. Não dava mais. Durante o jantar fiquei brava, quase não comi e comecei um discurso. O Brian me olhava em choque! E eu brigando, não queria mais. Vou descrever abaixo o diálogo:
– Brian, não dá mais. Eu desisto. Nosso amor não é forte para ficarmos no mesmo país
– Mas Marina…. eu….
– Ah Brian, estou na Espanha por você, e você ainda em Dublin! Eu não consigo chegar mais perto! What is love for you?
– Amor, vamos tirar uma foto?
– Não quero tirar a foto! Para de arrastar a mesa! Está todo mundo olhando!

Então, ele de joelhos, com o mesmo olhar:
– Will you marry me?
E foi assim, quem ficou em choque fui eu! Claro que disse YES I DO!!! Nos casamos na Irlanda no civil em Julho/2011 e em Abril de 2012 religioso no Brasil!”.

E é com estórias como essas que provamos que o amor supera tudo: a distância, as tristezas e as alegrias!

Marina e Brian! Que esse sorriso que estampa a foto acima (by Marina Favato) permaneça em todos os dias da vida de vocês!

UPDATE: Pessoal, não resisti! A Renata , que fez a decor junto com a Melissa, deste lindo casamento, deixou um comentário tão fofo, que tive que dividir com vocês:

A Marina veio por indicação da Camila Relva, super assessora!! Logo no primeiro encontro, lá estava o Brian, sem saber falar português e ficava somente falando que a Marina sonhava com o “rústico-chique” (num português bem macarrônico). A Marina é daquelas pessoas cativantes e cada reunião ou telefonema era o máximo. Reunião final, eis que o Brian surge com um português de dar inveja. Nunca tivemos dúvida do amor inspirador deles. Duas semanas antes do casamento, a Marina teve problemas sérios e ficou muito nervosa e ansiosa. Começou a ter dúvidas sobre as escolhas dela. A Camila, assessora, nos ligou muito preocupada com ela. Diante do que ela estava passando, resolvemos fazer algo inusitado: um jantar pra ela, onde por acaso era tb a prova de flores e escolha de peças de acervo. Sim, meninas, creiam!! Vinho vai, papo vem, soubemos de tudo o que está escrito acima. E a Ma estava com muita saudade do pai e irmão. Nasceu aí uma grande amizade, dessas que se leva pro resto da vida. Eu e a Mel resolvemos fazer algumas surpresas no projeto dela. Cada detalhe dessas surpresas foi muito pensado, muito cuidado. E o objetivo era fazer ela a pessoa mais feliz do mundo!! Colocamos nosso coração e nossa alma nesse projeto! Era uma experiência incrível pra gente também!!!! No dia D : uma chuva torrencial. Brian chega para conversar conosco. Ele não estava nem aí pra chuva, mas para a tristeza da Marina. Conversamos muito com ela durante o caos da montagem e prometemos que não iria chover na hora e que ela nem lembraria disso, no dia mais feliz da vida dela. Ainda bem que São Pedro resolveu nos ajudar. hehehhe. O casamento foi um sonho e eles felizes como nunca. Comeram muito, dançaram muito, foi exatamente como sonharam.

Com essa estória e duas pessoas tão, mas tão especial, tivemos ainda o privilégio de ganhar 2 amigões pro resto da vida, que nos cativam a cada dia (a cada jantar ou show de jazz, né)? Que sejam felizes pra sempre, porque merecem e são maravilhosos.

Com amor, Re e Mel

Fofas, né?

Com carinho,

Say I do.

Comente este Post

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários

  1. Que história linda! Adoro me emocionar com o blog, me caso em 29 dias e vou sentir saudades dessa fase gostosa!

  2. A Marina veio por indicação da Camila Relva, super assessora!! Logo no primeiro encontro, lá estava o Brian, sem saber falar português e ficava somente falando que a Marina sonhava com o “rústico-chique” (num português bem macarrônico). A Marina é daquelas pessoas cativantes e cada reunião ou telefonema era o máximo. Reunião final, eis que o Brian surge com um português de dar inveja. Nunca tivemos dúvida do amor inspirador deles. Duas semanas antes do casamento, a Marina teve problemas sérios e ficou muito nervosa e ansiosa. Começou a ter dúvidas sobre as escolhas dela. A Camila, assessora, nos ligou muito preocupada com ela. Diante do que ela estava passando, resolvemos fazer algo inusitado: um jantar pra ela, onde por acaso era tb a prova de flores e escolha de peças de acervo. Sim, meninas, creiam!! Vinho vai, papo vem, soubemos de tudo o que está escrito acima. E a Ma estava com muita saudade do pai e irmão. Nasceu aí uma grande amizade, dessas que se leva pro resto da vida. Eu e a Mel resolvemos fazer algumas surpresas no projeto dela. Cada detalhe dessas surpresas foi muito pensado, muito cuidado. E o objetivo era fazer ela a pessoa mais feliz do mundo!! Colocamos nosso coração e nossa alma nesse projeto! Era uma experiência incrível pra gente também!!!!
    No dia D : uma chuva torrencial. Brian chega para conversar conosco. Ele não estava nem aí pra chuva, mas para a tristeza da Marina. Conversamos muito com ela durante o caos da montagem e prometemos que não iria chover na hora e que ela nem lembraria disso, no dia mais feliz da vida dela. Ainda bem que São Pedro resolveu nos ajudar. hehehhe. O casamento foi um sonho e eles felizes como nunca. Comeram muito, dançaram muito, foi exatamente como sonharam.

    Com essa estória e duas pessoas tão, mas tão especial, tivemos ainda o privilégio de ganhar 2 amigões pro resto da vida, que nos cativam a cada dia (a cada jantar ou show de jazz, né)? Que sejam felizes pra sempre, porque merecem e são maravilhosos.

    Com amor, Re e Mel

    1. renata e Melissa,
      COnehço a Marina e tbm vou casar na fazenda. Vocês poderiam me passar um contato para conversarmos? Me mandam email nataliactmelo@gmail.com
      Bjs

  3. Nossa que história linda, sem palavras! Fiquei emocionada!

  4. E as lágrimas vieram… e junto um pensamento que sempre é reforçado quando leio essa sessão: O Amor (com á maiúsculo) supera tudo. A dor, a distância, a ânsia por um encontro, a saudade, a tristeza… Absolutamente tudo.

    Felicidades mil ao casal! Que Deus abençoe.

  5. Nossa Re! Obrigada pelo comentário maravilhoso!!! Fiquei muito emocionada =)

    É verdade, 1 semana antes do casório roubaram todo meu dindin do banco, perdi o topo do meu bolo (tinha encomendado nos EUA…) e no dia do casório choveu horrores (lembro do caos da montagem na fazenda! rsrsrs). Mas com o apoio de pessoas super queridas como a Renata e a Camila, deu tudo certo, exatamente como shonávamos! E foi o dia mais mágico das nossas vida =)

  6. Que história mais linda!! Muito emocionante mesmo! Dá para ver a alegria e o amor nessa foto!! Parabéns

  7. Aiiii que lindo!!! Conheço a Marina, mas não conhecia essa estória linda!!!
    Bem que vcs avisaram no começo que se estivesse no escritório no meio de uma baia com um monte de gente era pra deixar pra ler depois…pena que eu ignorei essa parte e continuei lendo!!! Agora estou eu aqui pagando mico, chorando um monte…derretida como manteiga!!!!
    Adorei!!!
    Felicidades aos dois!!

  8. que historia mais lindaaa….amei demais…

    bjaoo

  9. Lindo esse post! Essa estória é linda mesmo!

  10. História mais linda da vida, chorei aos prantos…

  11. Lágrimas rolaram mesmo!!! História mais linda e inspirdora!

  12. noossa que história maravilhosa! o amor é tudo!!

    A alegria do casal está radiante, dá vontade de ver mais fotos ainda!

  13. Da próxima vez que tiver um aviso no início do post, vou respeitar e esperar chegar em casa, pois tive que correr para o banheiro para conseguir parar de chorar!

    Uma história linda, parabéns ao casal e que sejam sempre muito felizes!

    Com carinho,
    Daiana

  14. OMG! Que história linda! Vcs tinham razão, as lágrimas rolaram. Felicidades e Muita Sorte aos Noivos, eles merecem depois de tanto tempo esperando pra ficar juntos de vez.

  15. que depoimento fantástico e emocionante!!
    Lindo demais!
    Parabéns ao casal! Muito sucesso e alegria pra eles!

  16. Que lindo, Marina!! Obrigada por dividir sua história conosco!!

  17. Aí meu Deus! Noiva já êh sensível e você vem com essas historias?!! Linda, emocionante! Mtas felicidades ao casal..

  18. A Marina foi realmente uma noiva muito especial!
    Tivemos afinidade desde de nosso primeiro contato, que foi por telefone, ela na Espanha eu aqui no Brasil!!!
    Fechamos contrato de assessoria sem nos conhecermos pessoalmente, mas conseguíamos nos entender como se nos conhecêssemos a muito tempo!
    Encontrar com ela e com o Brian sempre foi uma delicia. Ver o Brian se esforçando em aprender Português ( só com a Marina ensinando), era demais, a dedicação do casal em fazer um o outro feliz e rara, e deliciosa de se ver!
    Posso dizer sem sombra de duvidas, de que foram feitos um para o outro!!! A Marina sabe disso, que desejo que esse amor só cresça, fortaleça, e perdure para sempre!!!! Sejam ainda mais felizes!
    E uma delicia saber que trabalhando encontrei uma amiga, uma pessoa de bom coração, sempre voltada ao bem!
    Enfim…. Má, como vc já sabe, foi um prazer e um privilegio, ser sus assessora! Rs

    Beijokas
    ( a todas)
    Camila Relva

    1. Ca (Camila Relva),

      Vc foi uma super assessora!!!! Sempre atenciosa, paciente rsrsrs e incrivel! Nao poderia ter colocado o nosso sonho de casamento nas mãos de outra pessoa!

      Meninas, eu adorei tanto a Ca e as ideias dela que minha mãe e tias ficaram com ciúmes rsrsrs

      Bjs!!!!!!

      1. Má…

        Vc sempre será uma noiva especial !
        Adoro muito !

        Beijos

  19. Que lindoooo! Também perdi minha irmã e tenho muitas saudades. Mas em coração e pensamento eles estão sempre conosco! Felicidades!

  20. Parabéns, Marina e Brian.

    Vcs foram abençoados…nem todo mundo tem a sorte de encontrar alguém tão legal…

    que vcs sejam muito felizes

  21. Que lindooooooooooo!!!!!!
    O que é a distância para aqueles que realmente se amam, né?
    Amo esse blog e essa é minha coluna favorita!!

  22. Já leio essa história há 3 dias e sempre me emociono! Desse vez não deu pra não comentar. Desejo que esse casal seja feliz pra sempreee! E que amores como esse se mostrem, levando um cadinho de esperança por onde passem…

  23. QUE LINDO!!! Chorei também!!! Meu namoro também é a distância e me identifiquei demais com a história, as brigas, as crises e os inúmeros “términos” pelo skype… Acabei de voltar de onde ele mora depois de um ano longe… e ah, Deus, como é difícil. Será que um final feliz também me espera?? Parabéns ao casal lindo e ao blog que amo!!

  24. Ahhhhhhhh!!!! Que linda história!! Conheço a Marina do trabalho, mas não conhecia a história!
    Coloca as fotos do casamento para a gente também!!

  25. Q historia mais linda!!!
    Já chorei mto com algumas historias do “Will you marry me” mas essa realmente me tocou. É como um incentivo pra ñ desistir do amor, do verdadeiro. As vezes bate um desanimo, com tantos casamentos desfeitos, deslealdade.
    Mas é sempre bom ver q ainda existe amor! Me emocionei mesmo!!!
    Q eles sejam mto felizes

  26. Com certeza uma das historias mais lindas que já li no say i do!!!!!!! Chorei horrores!!!!

  27. Cami, nao tenho palavras para falar desse post. Estou aqui, sentada na minha mesa no Banco, parei a a área toda e comecei e ler o texto. Nao preciso dizer que todas nós aqui nos emocionamos muito! Que lindo esse casal! Bjo e saudades!!! Bel

  28. Meninas,
    Queria agradecer a todos os comentários e in love! Fiquei muito feliz =)
    Quando pensei em mandar a nossa história, o Brian me perguntou o motivo e eu disse simplesmente porque era uma linda história de amor! E se algum casal estava longe um do outro, talvez desse uma forcinha rsrsrs
    Bjs
    Marina

  29. Eu raramente comento em qualquer blog que entro, porque nunca acho que tenho algo a acrescentar, mas hoje eu preciso abrir meu coração aqui. Cheguei ontem no Brasil de um intercâmbio na Alemanha, estava pertinho de Frankfurt por sinal, numa cidade universitária. E lá, em um dos alojamentos conheci o meu Irlandês, depois de um ano juntos (e 5 meses namorando oficialmente), passei a última semana com ele na Irlanda, e na sexta nos despedimos pois tive que voltar para me formar. Sabe quando você percebe que encontrou a pessoa certa? Eu nunca acreditei nessas coisas até conhece-lo. E também nunca acreditei em namoro a distância, também até conhece-lo. E agora esses primeiros dias estão tão difíceis. Ler essa história, me deu força sabe. Me deixou melhor, me deixou esperançosa e feliz. É muita coincidência isso aparecer aqui logo agora, eu entro no site toda sexta, nessas últimas não entrei porque estava viajando, e logo quando tenho tempo e entro, numa tristeza sem fim leio isso? Obrigada, obrigada de verdade por me dar esperança. Porque isso é o que eu mais preciso agora.

  30. QUE LINDOOOOOOOOOOOOOO…
    Alguém tem um lençol pra emprestar?????

  31. Realmente uma estória muito linda, não precisa de muito pra me fazer chorar, mas essa foi ainda mais especial para mim porque eu estou noiva, e fazendo um intercâmbio com o meu noivo em Dublin, então … deu um gostinho especial. Felicidades muitas ao casal!

  32. Nossa, me emocionei muito com a história e fiquei até com vontade de conversar com a Marina. Eu conheci o meu namorado – e amor da minha vida – durante meu intercâmbio na França.. e além disso, tb tenho em comum a perda do irmão. O meu faleceu há quase 6 meses e no momento não consigo pensar em realizar o tão sonhado casamento.. parece não fazer sentido sem o meu irmão aqui. Não sei se com o tempo essa dor vai amenizar e vou novamente sonhar com esse dia… mas se o pedido viesse hoje, casaria somente no civil. Fiquei admirada com a força dela pra se casar mesmo sem o pai e o irmão. Noiva linda, história linda. Desejo que daqui pra frente a vida dela seja feita só de alegrias.

    1. Oi Marcela!
      Coincidencia ter entrado aqui e visto seu post hoje! Ou será que não?
      Não vou mentir, foi muito difícil pensar em fazer o casamento sem a presença do meu pai e do meu irmão. Na verdade, por muitas vezes me senti até culpada por estar feliz… Mas depois pensei que a vida é feita de momentos assim, felizes e tristes. E que faltavam momentos felizes para a minha família! E o casamento foi incrivel! Uma alegria contagiante =) Também senti uma presença enorme deles antes da cerimonia e quando estava no altar!

      Com certeza, daqui um tempo você vai estar mais preparada para pensar em comemorações. Não se cobre agora que é muito recente.
      Ao mesmo tempo, não se sinta culpada, com certeza seu irmão quer muito ver a sua felicidade!
      Bjs

  33. Nem tem como não chorar!
    Depois de ler essa história, me dá bate uma vergonha de todas as vezes que eu reclamei do meu namorado (só quase 9 anos de namoro – desde os 14 anos) e até agora nada de noivado!
    Mas lendo isso vejo que essa angústia de querer casar logo não é nada perto de pessoas que passaram por dificuldades mto maiores, superaram e são felizes!
    Podem ter certeza que me ajudaram mto!

  34. […] que já vai ter gente que vai reclamar : Cade o Will you marry me? de hoje rs….Mas, como o pedido da Marina e do Brian fez t-o-d-o mundo se emocionar, quando recebi o filme ontem da 4GP e da Camila Relva da Compagnie […]