Casamento: Nanna Martinez & Rafa Parasmo – Parte I

Casais!

Pensa num casal fofo? Numa noiva apaixonada e estilista! E a expectativa para ver qual seria o vestido ideal dela que realiza o sonho de tantas mulheres dentro do seu atelier, White Hall: “Crio e amo diferentes conceitos de vestido. Acredito que somos uma mistura variada de estilos, ninguém tem um lado só, mas na hora de criar o meu modelo ideal pensei que dentre tudo que sou, o vintage bate mais forte no meu coração. Sendo assim, minha primeira aquisição foi minha grinalda em flores de cera peroladas da década de 20 que tive a sorte (ou o destino) de encontrar pelas minhas andanças em um vintage shop de Nova Iorque. Seguindo a mesma identidade e levando em conta o apelo extremamente artesanal que sou obcecada, resolvi bordar em linha e pérolas barrocas a minha renda preferida, de Lyon. Depois, com a intenção de trazer o vintage para um conceito mais atual, decidi trançar geometricamente fitas em viés de organza de seda que serviu como base para a aplicação simétrica da renda de Lyon rebordada“, declarou a noiva.

Sobre a decor e o estilo da festa ela disse: “Sou apaixonada por cultura popular, nordestina principalmente, e tive como referência principal um sertão chique, um clima de magia de cordel. Luzinhas de gambiarra, parede de pau a pique, muito vaso de barro, cactos, noivos em cerâmica, altar com todos os santos para recepcionar os convidados na entrada da festa e até uma carroça puxada por burrinho toda adornada com flores e latinhas como transporte dos noivos da igreja para a festa!”

Fornecedores queridos deste lindo dia: Vivi Farah Assessoria / Jóias da noiva: Verachi Joias / Fotos do incrível: Bruno Stuckert / Música: Lorenza Pozza / Decor da dupla: Nubia e Sonja Eventos – diretamente de Salvador /  Bolo: The King Cake / Som e cobertura: Chico Som – Design Coberturas / Vídeo: 4GP / Make: Elton Thadeu / Cabelo: Evaldo Ribeiro / Bem Casados: Conceição Bem Casados

A noiva fofa, escreveu um texto para gente em pleno voo a caminho da lua de mel!!

“Nossas turmas se conheceram em uma balada e terminamos ficando muito amigos, com o tempo a gente criou uma intimidade natural e o Rafa passou a me ligar quase toda semana para sairmos juntos, jogar conversa fora e até mesmo me dar broncas sobre muitas coisas que ele não concordava que eu fizesse. Nessa época, as 3 mulheres que eu mais amo (minha mãe, irmã e prima) cansavam de me dizer “não é possível, esse menino gosta de você!” e eu teimosa insistia que não tínhamos nada a ver. Dois anos e meio se passaram e mesmo eu não assumindo pra ninguém (nem pra mim mesma) parece que de repente comecei a ver o Rafa com outros olhos, fiquei com medo e quis me afastar, mas ele também estava sentindo a mesma coisa e como de costume me ligou para sairmos em uma sexta feira à noite. Eu já tinha combinado com minhas amigas de irmos no Rancho do Sergião e mesmo sendo um programa super mico foi sozinho com a gente. Chegando lá, conheci um sujeito que do nada sentou em uma mesa e começou a chorar, fui atrás dele perguntar o que havia acontecido, ele me contou sua historia e em seguida me perguntou quem era o Rafa, eu disse que era só um amigo, e esse menino (que nem me lembro o nome) falou que não, que com certeza ele gostava de mim e que a gente deveria se dar uma chance. Nessa hora começou a tocar Nuvem de Lágrimas e esse cupido desconhecido me levantou pelo braço, me levou até o Rafa e mandou dançarmos juntos aquela musica. Nunca tinha sentido nada igual, meu estômago todo começou a revirar e meu coração a sair pela boca, ali tive certeza que nossa amizade tinha mudado de rumo e eu só queria ficar nos braços dele pra sempre. Fim da noite o Rafa deu carona pra todo mundo e obviamente fui a ultima a ser deixada em casa, quando ia sair do carro ele me segurou e perguntou “e a gente?!” nem consegui responder, me deu um beijo e de lá pra cá não nos desgrudamos mais. Com 3 anos de namoro combinou com meus pais para inventarem um fim de semana em Guarajuba (praia na Bahia que tenho casa desde pequena e é o lugar que mais amo no mundo) para me pedir em casamento. Foi perfeito, praia deserta, só nós dois dentro de uma  piscina natural (e o medo de cair a aliança?!) abençoados por todos os santos e pela rainha do mar Yemanjá!

027

Mantilha maravilhosa!

029

O sapato Kila Calçados, lindo!

030

031

033

034

035

José fofo, sobrinho da noiva!

037

038

039

040

Gente, fala sério, o Bruno Stuckert arrasa muito!

041

Musa!

042

043

044

045

047

049

Fofo o bilhetinho da noiva para o noivo!

050

051

052

053

054

055

056

057

Que foto linda! Cheia de amor!

058

059

060

061

062

063

064

065

066

067

068

069

070

071

072

074

075

076

077

Tem meio de locomoção mais foto para sair?

079

080

081

Continua….

Comente este Post

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários

  1. Camila, você sabe onde encontro essas “sombrinhas” que parece ser japonesa?
    Já dei uma olhada na internet e não encontrei, agradeço se puder me ajudar.

    Obrigada

  2. […] junto a White Hall uma sessão pipoca para os convidados da Nanna e do Rafa (vocês já viram as fotos aqui) assistirem em primeira mão o filme desse casório que foi tão esperado e curtido pelos noivos , […]

  3. Camila, onde foi a recepção do casamento?
    Obrigada.