Say Baby: o começo!

say-baby

Grávidas. recém casadas, tentantes, mulheres e porque não papais!!!

Hoje tenho uma notícia super especial para a nossa família: vamos ter nosso primeiro filho!! Eu contei semana passada no instagram e contei que começaria uma coluna semanal aqui no blog falando sobre esse universo! Resolvi chamá-la de “Say Baby“! Pensei muito em como seria essa coluna… Não quero que seja um diário falando apenas das minhas impressões, quero trocar outras informações: indicar textos, trazer entrevista com especialistas, com mamães , indicar produtos. Quero que seja um espaço agradável para todas nós ok?

Noivas! Não precisam se preocupar!! O Say I do não vai virar um blog de bebe ok? A ideia não é essa e nunca foi. Antes mesmo de engravidar eu já pensava em como seria quando eu chegasse nessa fase, e, por falta de tempo de criar outro blog e por ter MUITAS leitoras que já estão grávidas do terceiro filho e continuam sendo leitoras do blog, que decidi não separar o conteúdo! E, como eu já falei aqui, o blog é um “Say I do” para tudo de bom que tem na vida: casamento, família, casa e filhos!

Então vamos lá!! Bem vindos a essa nova fase!!

Ah, inclusive sugiro que as recém casadas e noivas leiam também a coluna viu? Eu li muito coisa sobre bebe antes de engravidar e super indico, pois nos deixa muito mais tranquilas e menos ansiosas.

new born2

Pensei muito em como seria esse primeiro post, do que falar! Acho que farei um resumão de tudo que aconteceu nesses primeiros 4 meses completos (16 semanas – essa semana já estou na 17 semana, completo toda sexta feira).

Nossa, que alegria! É muito gostoso esse momento, vamos lá!

O momento certo

Realmente acredito que exista aquele momento em que acende a luzinha e o desejo de ser mãe na vida de uma mulher. Eu e meu marido engravidamos quando tínhamos 4 anos e 2 meses de casados. Achei um tempo ótimo. Viajamos bastante, curtimos muito a nossa casa, trabalhamos muito (acho que isso nunca vai mudar rs), especialmente eu que estava organizando e desenvolvendo uma empresa que estava no auge do seu crescimento e estruturação. E não adianta a vida da mulher é a vida que vai mudar e precisar ser reajustada e rever prioridades – para o homem continua tudo igual rs!

Ansiedade para o positivo

Eu acho que para a nossa ansiedade (quem não é?) o ideal seria que antes tivéssemos uma luzinha de: “já já quero ter filhos”, aí, quem sabe pararíamos de evitar ter filhos e as coisas aconteceriam de uma forma mais natural e mais tranquila. Mas não adianta, quando decidimos que é o momento que queremos engravidar no mês seguinte começam as frustrações. E, o pior de tudo é que é muito mais raro você ler e ouvir as pessoas dizendo que demoraram para engravidar. A maioria sempre conta, escreve nos seus blogs, que foi suuuuper rápido, que ela nem queria tão rápido assim, não é? Aí, claro, a gente se sente um E.T. Acha que é só com a gente.

Eu, especialmente no começo, sofri. Sou muito ansiosa e realmente achava que quando eu decidisse engravidar seria bem rápido. Mas hoje, depois que engravidei e olho para os seis, sete meses que passamos tentando acho que foi bom. Gente, não quero ser hipócrita ok? A ansiedade é enorme nesses meses e o que você mais odeia ouvir é: “você tem que relaxar!”, “quando você relaxa vem” e mais esse blá blá blá todo. Relaxar o caramba rs!! E para ser bem sincera, eu não relaxei em nenhum momento. Estava um pouco mais desencanada porque a ciência esta ai para nos ajudar e, sim, eu já trabalhava na minha cabeça que se eu precisasse fazer tratamento eu faria – mesmo depois de fazer TODOS os exames para ver se estava tudo bem rs.

O positivo

Essa parte foi um pouco engraçada. Depois do 2 ou 3 mês tentando, eu não fazia mais teste de gravidez. Se atrasava 1 dia, eu conversava com Deus e falava “amanhã eu vou fazer um teste, mas não quero ficar triste se for negativo, então, se não for para ser me avisa antes” rs. E sempre funcionava, então não ficava na expectativa do resultado. Até que na semana seguinte que voltei do CASAR Recife tive uma virose horrível. Fui para o hospital pois tive 38,5 de febre e fazia uns 12 anos que não tinha febre. Quando chegamos de madrugada no pronto socorro o médico perguntou se tinha chance de eu estar grávida. Falei que sim e tivemos que fazer um beta antes de me medicarem. Vou ser sincera, naquele dia eu queria que desse negativo. Eu estava muito mal e queria muito ser medicada. Esperamos umas 2 horinhas e saiu o resultado: negativo. Foi o único negativo que não fiquei nem um pouquinho chateada. Fui medicada, voltei para casa e fiquei uma semana de cama. Literalmente. Inclusive tiveram uns 2 dias que não comi nada, passei a base de água de coco, pois nada parava em mim. Ok. Sarei. Na semana seguinte, quando percebi estava 1 dia atrasada. Mas como fiz o beta e tinha o negativo não me animei. De repente, 2, 3, 4 dias atrasada. Mas estava tranquila. Aí, no domingo tive aquele papo com Deus rs, e na segunda de manhã fui até a farmácia e comprei 2 testes. Voltei para o escritório e fiz o primeiro: positivo. Não acreditei!! Corri para o laboratório fazer o de sangue e na espera fiz o outro teste. Positivo também. Liguei para minha médica e ela ficou toda animada. Mas segurei a ansiedade. Naquele dia tinha uma reunião de conselho a tarde, então fiquei a tarde inteira em reunião, o que foi ótimo!

Quando terminou, já tinha saído o beta: suuuper positivo! Corri até o shopping para completar um presentinho que já tinha há muito tempo para dar para o meu marido quando esse dia chegasse!

Foi uma delícia viver esse momento só nós dois por alguns dias!! Eu demorei um pouquinho para contar para os nossos pais e irmãos e curtimos muito esses dias que só nós dois sabíamos!!

Bom, acho que já ficou longo esse post né???

Vou guardar para a semana que vem os primeiros sintomas e como foi o primeiro trimestre!!

Espero que tenham gostado!! Eu adorei começar a escrever sobre esse universo!! E gente, me mandem dicas por emails ta? Podem mandar no say@sayido.com.br!!

Com carinho,

A nova mamãe do pedaço rs!

say-baby

Comente este Post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. Que noticia boa!!! Vou adorar acompanhar e dividir esse momento, também estou na fase das tentativas e quando li sobre sua ansiedade me identifiquei muito!

    1. parabens!!

      Deus abencoe sua gravidez e seu parto!!!

      bjs

  2. Amigaaaa! Ficou o MAXIMO 🙂
    Te ouvi falando!
    Que delicia de post!
    Vem baby <3
    Super beijo com carinho

  3. Eba!! Parabéns!!! 🙂
    Adorei a forma como escreveu, muito sincera e sem tornar tudo “perfeito” como muita gente vende essa fase.
    Continue escrevendo sobre o baby, vou adorar acompanhar. Ainda não estou planejando ter baby, mas já estou ansiosa…rsrs
    Beijos

  4. PARABÉNS! Nós fãs do BLOG adoramos compartilhar com vc, mesmo não sendo mamae, quero saber tudo, para q um dia eu veja e relembre isso que escreveu!

  5. Parabéns! Que seja uma criança iluminada e cheia de saúde! Que Deus abençoe vocês nessa nova fase.

  6. Que ótimo!!!Sou leitora do blog desde os preparativos pro meu casamento há cinco anos. Hoje sou mãe de uma linda menininha de 3 anos e continuo lendo o blog, pois amo!!!Parabéns pela gravidez e pela iniciativa!!!

  7. […] de tudo quero agradecer todas as formas de carinho que eu recebi na semana passada depois do nosso primeiro post sobre esse universo mamãe/bebe! Foi demais. Juro. Recebi muitos emails de leitoras contando que liam o blog quando estavam noivas […]

  8. Parabéns um filho é uma benção… Revi alguns momentos que passei no seu relato e tive a alegria de ter 3 filhas!! 2 testes positivos em mãos o terceiro nem precisou fazer, emendei praticamente 2 filhotas juntas com apenas 1 ano e 3 meses de diferença. Curta cada momento e se meu palpite estiver certa… vem ai um baby boy!!!